quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Cientistas também não tem o que fazer...

Ah, o ócio. Isso não é privilégio apenas de quem não tem uma atividade fixa diária (leia-se emprego), mas também de quem, em tese, teria muito o que fazer. Acontece que chega uma hora em que, suponho, o trabalho torna-se entediante e nós tendemos a criar situações em que possamos nos divertir, sem que talvez, necessariamente, nos desviemos de nossas atividades normais.
Nesse contexto, eis que surge um bando de cientistas sádicos (e renomados, da Universidade de San Diego, EUA), aplicam uma injeção 'dolorosa' em ratos e colocam uma foto de Paris Hilton na gaiola. Sim, você leu perfeitamente. Paris Hilton.

"Os pesquisadores perceberam que, depois de uma injeção dolorosa, os ratos do sexo masculino passavam menos tempo lambendo a ferida (sinal utilizado para determinar a quantidade de dor provocada) se na gaiola houvesse uma foto da socialite.
...Os próprios cientistas colocaram em dúvida as propriedades terapêuticas de Paris Hilton. Para eles, a imagem provavelmente age nos hormônios do estresse."


Isso me lembra de quando eu era criança. Caía um tombão e chorava um pouco. No que minha mãe aparecia, abria o berreiro e cessava logo após ela dizer que "antes de casar, sara, minha filha.".
Citei isso porque achei que tinha a ver. Acho q vocês concordam =D

=*

Via UOL

1 comentário:

O Grande Outro disse...

Decidi seguir carreira acadêmica depois disso...